Novo governo conservador assume o poder na Islândia

A oposição de esquerda e de centro estava de acordo de forma unânime para submeter ao Parlamento uma moção de censura contra o novo governo

Um novo governo conservador islandês assume o poder nesta quinta-feira em meio a protestos nas ruas e contestado pela oposição, que deseja apresentar uma moção de censura no Parlamento.

O novo chefe de Governo se chama Sigurdur Ingi Johannsonn, de 53 anos, e era ministro de Agricultura do gabinete que deixa o poder. Ele foi escolhido na quarta-feira pelo Partido do Progresso (centro-direita) para substituir Sigmundur David Gunnlaugsson, envolvido no escândalo dos “Panama Papers”.

O governo em fim de mandato passará suas funções ao novo gabinete em um conselho de ministros previsto para as 12h00 GMT (09h00 de Brasília), informou a rede de televisão pública RUV.

O novo Executivo exercerá o poder provavelmente durante um curto período, até as eleições antecipadas que deseja convocar nos próximos meses.

Esta mudança governamental “não é o que o povo quer”, afirmou na quarta-feira à AFP Birgitta Jonsdottir, fundadora e deputada do Partido Pirata, que lidera as pesquisas com 43% das intenções de voto.

A oposição de esquerda e de centro estava de acordo de forma unânime para submeter ao Parlamento uma moção de censura contra o novo governo, embora não tenha nenhuma possibilidade de ser aprovada.