Aguarde...

Festa | 25/08/2012 08:21

Tradicional bairro de Tóquio se rende ao carnaval brasileiro

Bairro Asakusa é invadido por 500 mil japoneses, carros alegóricos, passistas, fantasias e percursão em celebração 31ª edição do 'Festival de Samba de Asakusa'

Javier Picazo Feliú, da

Wikimedia Commons

Tóquio

500 mil japoneses foram ao bairro Asakusa para prestigiar festival de samba da região que celebra o carnaval brasileiro

Tóquio - Carros alegóricos, passistas, fantasias, percussão e muito calor marcaram o ritmo neste sábado no bairro de Asakusa, em Tóquio, que deixou a tranquilidade de seus templos de lado para receber um pouco do carnaval brasileiro.

Cerca de 500 mil japoneses não quiseram perder, apesar das altas temperaturas, a 31ª edição do 'Festival de Samba de Asakusa', e abarrotaram as ruas do bairro.

Pelas ruas adjacentes ao grande templo de Sensoji, o mais antigo da capital e coração do bairro, uma maré de dançarinas vestidas com plumas subiu ainda mais a temperatura, esbanjando uma sensualidade incomum para o local e que atraiu vários curiosos.

O desfile contou com a participação de 26 escolas de samba, quase todas estabelecidas no Japão, nas quais participaram mais de quatro mil dançarinos e músicos, segundo detalhou à Agência Efe um membro da organização.

Espetáculos musicais e fantasias evocavam temas tão díspares como a indústria do cinema, o meio ambiente, o céu e o inferno, embora também não tenha faltado a fusão das culturas japonesa e brasileira.

'É maravilhoso ver como se movimentam, adoro a música brasileira', afirmou à Efe Kentaro, um jovem japonês fantasiado com uma toalha úmida na cabeça para amenizar o calor.

As coreografias, estudadas à perfeição, tentaram imitar dignamente os desfiles no Rio de Janeiro, enquanto a bordo dos carros alegóricos alguns japoneses, amantes do karaokê, se encorajavam a cantar as tradicionais marchinhas de carnaval.

Realizado tradicionalmente no último sábado de agosto, o festival nasceu em 1981 quando o prefeito de um dos 23 distritos que compõem a capital japonesa convidou uma escola de samba do Rio a fazer uma demonstração em Tóquio.

Este grande celebração, transformada já em uma data habitual do calendário cultural japonês, serve de ponto de encontro para a numerosa comunidade brasileira no Japão, e de homenagem a um país que acolhe sua maior colônia no exterior com mais de 1,8 milhões de japoneses e descendentes até de segunda geração. 

Comentários (0)  

Editora Abril

Copyright © Editora Abril - Todos os direitos reservados