Santiago do Chile - Dois terremotos de 5,2 e 4,3 graus de magnitude na escala aberta de Richter sacudiram nesta quinta-feira a região de Coquimbo, no norte do Chile, sem que haja até agora informações de vítimas ou danos materiais.

Segundo o Centro Nacional de Sismologia da Universidad de Chile, o primeiro fenômeno telúrico, de magnitude 5,2, foi sentido às 14h55 (horário local, 15h55 de Brasília) e seu epicentro se situou 48 quilômetros ao noroeste de Canela Baja e 293 quilômetros ao norte de Santiago.

Seu hipocentro, por sua vez, se localizou a 32 quilômetros de profundidade.

Quatro minutos mais tarde, um sismo de magnitude 4,3 foi sentido na mesma região geográfica. Seu epicentro se orientou 51 quilômetros ao noroeste de Canela Baja e a 41,6 quilômetros de profundidade.

Canela Baja é uma cidade localizada na província de Choapa, na região nortista de Coquimbo, com uma população de cerca de 2.000 pessoas.

O Escritório Nacional de Emergência (Onemi), dependente do Ministério do Interior, indicou que nas cidades de Salamanca e Zapallar o tremor de terra teve uma intensidade de IV graus na escala internacional de Mercalli, que vai do I ao XII, enquanto em Quillota registrou III graus. 

Tópicos: América Latina, Chile, Terremotos, Desastres naturais