ROMA - Dezenas de milhares de italianos realizaram um protesto neste sábado para pedir que o governo abandone a legislação que oferece reconhecimento legal a casais homossexuais e direitos limitados de adoção.

O projeto de lei bastante contestado foi apresentado ao Parlamento na semana passada e deve ser votado em fevereiro, mas o governo está profundamente dividido sobre a questão e seus oponentes esperam poder afundar a proposta, como fizeram no passado.

"Queremos que toda a lei seja retirada, sem casos e poréns", disse um dos organizadores, Simone Pillon, usando uma gravata vermelha. Ele se ofendeu particularmente com a cláusula da lei que permite que gays adotem crianças biológicas de seus parceiros. Mostrando o quão polarizada está a nação, a marcha de sábado ocorreu uma semana depois de milhares de pessoas tomarem as ruas na Itália para demandar que a lei da "união civil", que fala tanto de casais homossexuais quanto heterossexuais, seja aprovada.

Tópicos: Casamento, Gays, Preconceitos, LGBT, Europa, Itália, Piigs, Países ricos, Metrópoles globais, Roma