A lista "Esperança", que junta reformistas e moderados que apoiam o presidente do Irã, ganhou todos os 30 assentos parlamentares de Teerã, a capital do pais, nas eleições de sexta-feira (26), informou neste domingo a televisão estatal.

Segundo os resultados (quando já foram contados 90% dos votos), o candidato que encabeçava a lista dos conservadores Gholam-Ali Hadad Adel, aparece em 31º lugar, o que não garante sua eleição.

A lista de reformistas e moderados em Teerã é liderada por Mohammad Reza Aref, antigo candidato reformista às eleições presidenciais de 2013, que se retirou a favor do moderado Hassan Rohani, hoje presidente do Irã, que foi eleito em primeiro turno.

Hassan Rohani espera obter uma maioria no Parlamento, atualmente dominado pelos conservadores, para poder prosseguir a sua política de abertura.

As eleições realizadas na sexta-feira elegem o Parlamento e a Assembleia de Especialistas, religiosos que escolhem e podem demitir o guia supremo.

Foram as primeiras eleições desde o acordo nuclear do governo de Rohani com as potências mundiais.

As eleições são um teste à influência do presidente, que luta para reconstruir a economia do Irã após o levantamento das sanções internacionais na sequência do acordo.

O impasse nuclear durante 13 anos levou a moeda iraniana, o rial, a desvalorizar-se em dois terços, destruindo o poder de compra. A taxa de desemprego oficial é de 10%, mas sobe para os 25% entre os jovens.

Tópicos: Eleições, Irã, Ásia, Oriente Médio