Aguarde...

Rússia | 06/08/2013 15:04

Quem é o magnata rival de Putin que não se livrou da prisão

Empresário, que já foi o homem mais rico da Rússia, conseguiu hoje apenas uma pequena redução de pena

Oleg Nikishin/Getty Images

Mikhail Khodorkovsky (em pé) e seu sócio Platon Lebedev na época do primeiro julgamento, em 2004

Mikhail Khodorkovsky (em pé) e seu sócio Platon Lebedev na época do primeiro julgamento, em 2004

São Paulo – Nem só da banda punk feminina Pussy Riot é feita a lista de desafetos do presidente da Rússia, Vladimir Putin. Assim como acontece com as integrantes do grupo, atrás das grades há outro nome já incomodou muito o político: Mikhail Khodorkovsky, magnata que já foi o homem mais rico da Rússia.

Khodorkovsky foi preso em 2003, após se desentender com Putin (que cumpria outro mandato como presidente do país na época). Acusado de crimes como evasão fiscal e lavagem de dinheiro em mais de um julgamento, o magnata ficaria na cadeia até outubro de 2014, mas hoje recebeu um alívio pequeno, de dois meses, na sentença: ficará livre em agosto de 2014, dentro de um ano.

Platon Lebedev, sócio do magnata, também teve sua pena reduzida e deve deixar a prisão em maio.

A decisão veio após um recurso dos advogados de Khodorkovsky, que não ficaram satisfeitos com a redução e poderão entrar com mais um recurso.

As circunstâncias do julgamento de Khodorkovsky são questionadas pelos advogados, alguns analistas internacionais e outros opositores de Putin, que afirmam que o julgamento pode ter sido influenciado por motivos políticos. 

Comentários (0)  

Editora Abril

Copyright © Editora Abril - Todos os direitos reservados