Brasília - Em votação simbólica, os petistas aprovaram hoje (13), durante a convenção nacional do PT, em Brasília, a formalização da canditatura de Dilma Rousseff (PT) à Presidência da República e a indicação do deputado Michel Temer (PMDB-SP) para vice na chapa. Sob clima de festa e homenagem às mulheres, Dilma foi aplaudida pelos presentes. A votação ocorreu logo em seguida ao discurso do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Ao lado de Lula, no palco, estão a primeira-dama, Marisa Letícia da Silva; o vice-presidente José Alencar; o deputado Michel Temer; o presidente nacional do PCdoB, Renato Rabelo; o ex-ministro dos Transportes Alfredo Nascimento (PR); o presidente nacional do PT, José Eduardo Dutra; o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PE) e o presidente interino do PDT, Manoel Dias.

No discurso, Lula ressaltou as habilidades de Dilma e sua capacidade em administrar. "Ficarei muito feliz de poder entregar a faixa presidencial para uma mulher. Eleger a Dilma significa que é possível dar continuidade às coisas que fizemos neste país", disse o presidente.

"Eu não tenho dúvida que posso ir para Boa Viagem [praia localizada em Recife, Pernambuco] e tomar água de coco porque ela [Dilma] estará governando este país namaior tranquilidade. O milagre da governança é montar a equipe. E Dilma sabe montar equipe". "Vocês achavam que o Lula é duro, agora vocês vão ver o que é [ser duro]", brincou o presidente.

Tópicos: Dilma Rousseff, Personalidades, Políticos, Políticos brasileiros, PT, Política no Brasil, Eleições, Eleições 2010, Partidos políticos