Altos por vaidade?

São Paulo - O maior prédio do mundo, Burj Khalifa, em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, tem 828 metros de altura. Desses, apenas 71% são andares ocupáveis e úteis.

O resto, 244 metros, é o que os especialistas chamam de "altura da vaidade", composto por antenas, espaços e recursos arquitetônicos que, no fim, deixam o prédio mais alto.

Sozinha, a altura da vaidade do Burj seria um dos prédios mais altos do mundo. Se estivesse na Europa, por exemplo, seria o 11º maior arranha-céu do continente.

De acordo com o Conselho de Prédios Altos e Habitat Urbano, a "altura da vaidade" não pode ultrapassar 50% da altura total de um prédio - ou a construção deixa de ser considerada edifício (e vira, por exemplo, antena). Qualquer porcentagem abaixo disso entra no tamanho total da construção, mesmo se não tiver nenhuma utilidade. 

Se contarmos "apenas" os 163 andares ocupáveis, o Burj Khalifa ainda seria a mais alta construção do mundo, mas os 244 metros de espaço inocupável ajudam a transformar o arranha-céu em algo realmente monstruoso no horizonte de Dubai.

Confira outros prédios que usam e abusam do "salto alto".

Tópicos: Dubai, Emirados Árabes, Prédios comerciais, Gestão, Prédios residenciais, Imóveis