Genebra - A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou nesta sexta-feira que aprovou o primeiro teste de diagnóstico rápido para o ebola, que dá seu resultado em 15 minutos e não requer um laboratório ou instalações maiores para sua utilização.

Com esta aprovação da OMS, as agências humanitárias internacionais, que continuam nos três países da África Ocidental atendendo aos afetados pelo ebola, poderão comprar e utilizar este teste.

O porta-voz da Organização, Tariq Jasarevic, explicou que o resultado deste novo tipo de diagnóstico é menos confiável que o teste padrão PCR, "mas é mais fácil de utilizar porque não requer eletricidade e pode ser feito em instalações de saúde menores ou móveis".

"Em caso de um resultado positivo, este deverá ser confirmado através de um teste sanguíneo", explicou o porta-voz.

A firma Corgenix Medical Corp desenvolveu o novo teste e, segundo Jasarevic, não poderá ser comprado imediatamente porque dependem de procedimentos administrativos nos Estados Unidos, onde foi desenvolvido, os quais devem ser finalizados em uma a duas semanas.

Tópicos: Doenças, Ebola, Epidemias, OMS