Havana - O presidente dos Estados UnidosBarack Obama, pediu nesta terça-feira à comunidade internacional a permanecer "unida" contra o terrorismo, ao condenar os atentados na Bélgica, e prometeu que seu país fará "o necessário" para levar os responsáveis à justiça.

Obama iniciou assim seu discurso ao povo cubano no Grande Teatro Alicia Alonso, em Havana.

"Devemos estar juntos" contra o terrorismo, defendeu Obama, ao expressar sia "solidariedade" com a Bélgica, onde os atentados de hoje em Bruxelas deixaram pelo menos 34 mortos e 200 feridos.

Os atentados ocorreram no aeroporto de Zaventem, onde houve duas explosões, e na estação de metrô de Maalbeek, que fica no bairro que reúne a maior parte das sedes das instituições europeias.

Segundo a Casa Branca, Obama falou hoje por telefone com o primeiro-ministro belga, Charles Michel, para transmitir suas condolências e as do povo americano pelos "espantosos" atentados.

Durante a conversa, Obama ofereceu ao primeiro-ministro belga toda a assistência necessária para investigar os ataques e levar os autores à justiça. 

Matéria atualizada às 12h40

Tópicos: Terrorismo, Ataques terroristas, Barack Obama, Personalidades, Políticos, Bélgica, Europa, Países ricos, Cuba, América Latina