Caracas - A maioria dos cerca de três milhões de habitantes de Caracas está sem serviço de água potável neste sábado, após várias semanas de suspensões parciais, devido a tarefas de manutenção, informou neste sábado a empresa estatal Hidrocapital.

"Os trabalhos de manutenção do sistema de produção de água potável Tuy II fazem parte das ações realizadas pelo governo para manter o fornecimento durante o período de seca, que se intensificou pelo fenômeno 'El Niño'", disse a empresa estatal em comunicado.

A suspensão total do serviço em Caracas, e nos estados vizinhos de Vargas e Miranda, será mantida até as primeiras horas do domingo, período necessário para reparar ou substituir válvulas e demais equipamentos elétricos e mecânicos que há várias semanas são avaliados para evitar o desperdício.

A Venezuela depende em boa parte da geração hidrelétrica e os 18 maiores açudes que permitem a produção deste tipo de energia estão praticamente vazios, "muito perto da linha vermelha", afirmou no início deste mês o ministro de Ecossocialismo e Águas, Ernesto Paiva.

O ministro da Energia Elétrica, Luis Motta, advertiu ontem por sua vez que, sem uma economia significativa em nível nacional "que ajude a minimizar o efeito (do fenômeno 'El Niño'), podemos ter um colapso elétrico nas primeiras semanas de abril". 

Tópicos: Caracas, Venezuela, América Latina, Água