Havana - O irmão mais velho de Fidel e Raúl Castro - atual presidente de Cuba -, Ramón Castro, morreu aos 91 anos, nesta terça-feira, de acordo com a imprensa estatal da ilha.

Mais conhecido pelo apelido "Mongo", Ramón era fazendeiro e deu preferência à agricultura e à pecuária a vida política revolucionária abraçada por seus irmãos mais novos.

Ramon, Fidel e Raúl foram o segundo, terceiro e quarto filhos de Angel Castro, um rancheiro espanhol, com sua segunda mulher, Lina Ruz. Angel Castro teve dois filhos mais velhos de um casamento anterior.

Os três irmãos frequentaram escolas católicas no leste de Cuba antes de Fidel e Raul partiram para Havana, onde iniciaram uma revolução contra o ditador Fulgencio Batista, que tomou o poder em um golpe de 1952.

Mas Ramón optou por permanecer no vilarejo de Birán, no leste cubano, onde ajudou seu pai com os negócios da família.

Tópicos: Cuba, América Latina, Mortes, Política