O Irã está prestes a enviar seu primeiro carregamento de petróleo para a Europa após o fim das sanções econômicas internacionais em meados de janeiro - informou nesta segunda-feira a agência Shana do ministério do Petróleo iraniano.

Um primeiro navio está sendo carregado na ilha de Kargh no Golfo e está carregando dois milhões de barris de petróleo em nome da companhia francesa Total, segundo a agência.

Dois outros petroleiros levarão cada um milhão de barris de petróleo para a empresa espanhola Cepsa e outro milhão para a empresa russa Lukoil, de acordo com a agência.

"O carregamento de três navios-tanque será concluído no prazo de 24 horas", anunciou no domingo Pirouz Mousavi, chefe de terminais de petróleo no país, citado pela agência Shana.

"Nos últimos quatro anos, nenhuma carga de petróleo tinha sido enviada para a Europa devido às sanções injustas contra o nosso país", acrescentou.

Na verdade, os países da União Europeia e os Estados Unidos reforçaram no início de 2012 as sanções econômicas contra o Irã por conta de seu programa nuclear, o que fez com que o Irã parasse suas exportações petroleiras para a Europa.

Nos últimos anos, as exportações iranianas caíram de mais de 2,2 milhões de barris ao dia para cerca de um milhão. Desde 2012, o Irã exportava exclusivamente para alguns países asiáticos, especialmente Índia e China.

A entrada em vigor do acordo nuclear e o fim de uma grande parte da sanções internacionais permitem ao Irã retomar suas exportações para a Europa.

Tópicos: Irã, Ásia, Energia, Petróleo