Viena - O Irã e seis potências mundiais encerraram nesta quinta-feira uma reunião técnica a respeito das atividades nucleares iranianas, mas não houve comentários sobre eventuais avanços nas negociações.

Os dois dias de discussões serviram como preparativo para a próxima rodada de negociações políticas, em 7 e 8 de novembro, aproveitando uma abertura diplomática criada pela eleição de Hassan Rouhani como novo presidente do Irã.

O pragmático Rouhani, ex-negociador nuclear iraniano, tomou posse em agosto, prometendo resolver a polêmica nuclear e abrandar as sanções internacionais impostas nos últimos anos ao Irã.

Os EUA e seus aliados suspeitam que Teerã esteja tentando desenvolver armas nucleares, algo que a República Islâmica nega, insistindo que seu objetivo é apenas gerar energia para fins civis.

Diplomatas ocidentais disseram que as discussões na representação da Organização das Nações Unidas em Viena podem ajudar a definir os contornos de um acordo preliminar que leve à uma redução no programa iraniano de enriquecimento de urânio, a parte mais polêmica das atividades nucleares.

As discussões, que terminaram por volta de 15h (12h em Brasília), transcorreram a portas fechadas. As seis potências envolvidas são EUA, Rússia, China, Grã-Bretanha, França e Alemanha.

Tópicos: Diplomacia, Irã, Ásia, Testes nucleares