Aguarde...

Gás | 12/09/2012 11:47

HRT diz que poço abre nova fronteira na bacia do Solimões

A empresa afirma que o resultado do teste no 1-HRT-9-AM, no bloco SOL-T-191, revela um dos melhores poços de gás onshore já perfurados e testados no Brasil

Diogo Ferreira Gomes, da

Edu Monteiro/EXAME.com

Márcio Rocha Mello, presidente executivo e do conselho de administração da HRT Petroleum

"O resultado demonstra que a bacia do Solimões possui um dos maiores potenciais gaseíferos entre todas as bacias brasileiras", disse Marcio Rocha Mello

Rio de Janeiro - A HRT concluiu teste de formação que confirmou potencial de gás em um dos seus blocos na Bacia do Solimões e revelou uma nova fronteira na região, informou a petroleira brasileira em comunicado ao mercado.

A empresa afirma que o resultado do teste no 1-HRT-9-AM, no bloco SOL-T-191, revela um dos melhores poços de gás onshore já perfurados e testados no Brasil.

O prospecto testado é parte de uma estrutura geológica de aproximadamente 56 quilômetros quadrados de área, situada a sudoeste do Campo de Juruá, com capacidade para armazenar entre 10 bilhões e 32 bilhões de metros cúbicos de gás recuperáveis.

"Este poço não só confirma o alinhamento gaseífero ao sul e a leste do Campo de Juruá, mostrando uma integração com as descobertas de gás dos poços 1-HRT-5-AM, 1-HRT-8-AM e 1-HRT-2-AM, mas também abre uma nova fronteira exploratória a sudoeste", afirmou o presidente da companhia, Milton Franke, em comunicado ao mercado.

A HRT estima que esta estrutura tenha potencial de vazão para produzir até 3 milhões de metros cúbicos de gás natural por dia, quando atingir sua fase de desenvolvimento.

A HRT conclui o teste na sexta-feira passada e chegou a uma produção acima de 700 mil metros cúbicos de gás natural por dia, acima da capacidade operacional da planta de teste.

"O resultado demonstra que a bacia do Solimões possui um dos maiores potenciais gaseíferos entre todas as bacias brasileiras, permitindo acelerar o plano de monetização", declarou em comunicado o diretor-presidente da HRT, Marcio Rocha Mello.

Comentários  

Editora Abril

Copyright © Editora Abril - Todos os direitos reservados