Aguarde...

França | 26/04/2012 19:17

Hollande diz que Merkel não decidirá por Europa

Candidato afirmou que é necessário introduzir medidas no tratado de disciplina fiscal assinado em março por 25 Estados da UE para favorecer o crescimento econômico

©AFP / Philippe Huguen

Hollande durante comício de campanha em Lille

Hollande: ''Desde minha vitória no primeiro turno (nas eleições presidenciais de domingo) todo mundo fala que o crescimento é necessário''

Paris - O candidato socialista à Presidência da França, François Hollande, reiterou nesta quinta-feira sua intenção de renegociar o pacto fiscal europeu e afirmou que a chanceler alemã, Angela Merkel, não pode decidir por toda a Europa.

''Merkel ficará contra algumas coisas, mas haverá uma negociação. A Alemanha não decidirá por toda a Europa'', disse Hollande na emissora pública de televisão ''France 2''.

O aspirante socialista afirmou que é necessário introduzir medidas no tratado de disciplina fiscal assinado em março por 25 Estados da UE para favorecer o crescimento econômico, junto à necessária austeridade orçamentária

''Desde minha vitória no primeiro turno (nas eleições presidenciais de domingo) todo mundo fala que o crescimento é necessário'', disse Hollande, completando que ''inclusive os analistas econômicos e os mercados acham que sem medidas de estímulo não poderão ser cumpridos os compromissos sobre a dívida''.

O favorito nas pesquisas para o segundo turno das eleições do dia 6 de maio reiterou que sua primeira viagem como presidente será a Berlim para se reunir com Merkel.

''Direi a ela que o povo francês elegeu renegociar o tratado. Sem pôr em questão a seriedade orçamentária, a disciplina, direi que não podemos conseguir os objetivos marcados se não houver crescimento econômico'', afirmou.

Comentários  

Editora Abril

Copyright © Editora Abril - Todos os direitos reservados