Foz do Iguaçu - Fórum Mundial de Desenvolvimento Econômico Local, organizado pelo Programa da ONU para o Desenvolvimento (Pnud), começou nesta terça-feira em Foz do Iguaçu, onde políticos e representantes da sociedade civil afirmaram que a meta da reunião é encontrar o caminho da "sustentabilidade".

O ato de inauguração do fórum, que reúne participantes de 50 países, termina na próxima sexta-feira e conta com a participação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, foi celebrado no Parque Tecnológico de Itaipu, na usina hidrelétrica Itaipu Binacional.

A administradora do Pnud, Rebeca Grynspan, afirmou que "o desenvolvimento que não é sustentável, não é desenvolvimento. Hoje sabemos que o desenvolvimento que não chega ao local, não é sustentável".

"Já conhecemos as prioridades dos cidadãos para o futuro, o povo quer educação, quer saúde e quer governos responsáveis", disse Rebeca, ex-vice-presidente da Costa Rica e atual secretária-geral adjunta das Nações Unidas.

Dessa forma, a administradora do Pnud deu como exemplo o Brasil, um país que, disse, "diminuiu a pobreza e deu "poderes" às comunidades locais".

"Por isso estamos aqui, para que este mundo seja de baixo para cima e não só de cima para baixo", acrescentou.

A ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, representou o governo brasileiro e ressaltou a importância dos projetos sociais empreendidos durante os mandatos de Lula e continuados pela atual presidente Dilma Rousseff.

"De todas as políticas que fazemos a principal é a educação, por isso é importante ter uma escola de qualidade, desde o ensino básico até a universidade", disse a ministra-chefe.

O representante do governo do Paraguai, o diretor-geral interino de Itaipu James Spalding, garantiu que estão sendo "criadas condições necessárias para que muitos cidadãos (de seu país) saiam da pobreza".

"A missão para o ano 2020 é a sustentabilidade", assegurou Spalding, que acrescentou que o "desenvolvimento local será cada vez mais importante" para os países da região.

Também afirmou que a "diminuição da pobreza extrema é o grande objetivo" e que "trabalhar no nível local é a fórmula" para se alcançar tal meta.

Nos três dias restantes do fórum serão discutidos temas como governança, estratégias, políticas e crescimento do desenvolvimento local, assim como formas de tornar o desenvolvimento uma política sustentável e inclusiva.

Nos debates, participarão, entre outros, o diretor da Organização Internacional do Trabalho (OIT), Alfredo Lazarte, e o diretor da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE), Rolf Alter.

Tópicos: OIT, ONU, Sustentabilidade