Aguarde...

Morte | 30/03/2012 20:45

Ex-chefe de espionagem da KGB é encontrado morto em Moscou

O Comitê de Instrução russo considera a hipótese de suicídio, já que ao lado do corpo foi encontrada a pistola com a qual Shebarshin foi condecorado

Mahmud Turkia/AFP

Moscou (Rússia)

Após fazer carreira nos temidos serviços secretos soviéticos, Shebarshin, que completou 77 anos no último fim de semana, chegou à direção do serviço exterior da KGB em 1989

Moscou - O corpo do ex-chefe do Primeiro Departamento (inteligência exterior) da KGB soviética, Leonid Shebarshin, foi encontrado nesta sexta-feira em sua casa em Moscou, informaram as autoridades policiais russas, que consideram como principal hipótese o suicídio.

''Chegou um aviso ao serviço de alerta da Polícia, após o qual um grupo de agentes se deslocou ao local, onde acharam o corpo de Leonid Shebarshin com um ferimento de bala'', informou a Direção geral da Polícia de Moscou.

O Comitê de Instrução russo considera a hipótese de suicídio, já que ao lado do corpo foi encontrada a pistola com a qual Shebarshin foi condecorado por seus anos de serviço na KGB, explicou o porta-voz do Comitê de Instrução russo, Vladimir Markin, citado pela agência ''Interfax''.

Após fazer carreira nos temidos serviços secretos soviéticos, Shebarshin, que completou 77 anos no último fim de semana, chegou à direção do serviço exterior da KGB em 1989, cargo que como número dois desta organização exerceu até 1991, ano da queda da União Soviética.

Após sua aposentadoria em 1991, continuava até então com uma vida socialmente ativa e dirigia uma empresa privada.

Entre as décadas de 1970 e 1980, Shebarshin foi chefe dos departamentos de inteligência soviética na Índia e no Irã como espião residente. 

Comentários  

Editora Abril

Copyright © Editora Abril - Todos os direitos reservados