São Paulo - Edimburgo está empenhada em mudar a forma como sua população se desloca no dia-a-dia. A cidade escocesa acaba de anunciar que vai reduzir o limite de velocidade de 50km/h para 30km/h (ou 20MPH) de todas as suas ruas residenciais e das vias próximas a shoppings e supermercados.

Com carros menos apressados, a cidade espera estimular o uso de bicicletas e garantir um ir e vir mais tranquilo aos pedestres. O centro da cidade também será uma zona com limite reduzido, como parte de um esforço de distribuição mais igualitária do espaço urbano.

O plano inovador, que foi testado com sucesso no bairro de Marchmont, está sendo bem recebido pelos ciclistas e também pelo setor automobilistico, em meio às evidências de que a redução da velocidade diminui as estatísticas de acidentes e mortes nas estradas, relata o jornal Edinburgh News.

Por todo o Reino Unido, cresce a campanha por ruas mais seguras para pessoas. Na liderança desses apelos, está o grupo 20’ Plenty for Us. Em um vídeo, o coordenador do movimento, Rod King, fala de como a mudança pode significar a diferença entre viver e morrer em decorrência de um acidente.

“Vários estudos indicam que uma pessoa atingida por um carro a 50km/h tem 15% de chance de sobreviver. Ao passo, que se atingida por um em veículo a 30k/h, suas chances pulam para 95%”, explica. Veja abaixo.

20's Plenty For Us from Streetfilms on Vimeo.

Tópicos: Bicicletas, Cidades, Escócia, Países ricos, Sustentabilidade