Lisboa - Dez pessoas morreram esmagadas e 120 ficaram feridas ao tentar entrar em um estádio superlotado de Luanda, capital de Angola, para uma vigília organizada pela Igreja Universal do Reino de Deus, informou na terça-feira a agência de notícias oficial do governo local.

Segundo a agência Angop, um porta-voz do serviço de emergências disse que as vítimas, incluindo quatro crianças, foram esmagadas contra os portões do estádio Cidadela Desportiva, onde a igreja organizou uma vigília na segunda à noite.

Ferner Batalha, bispo-adjunto da Universal em Angola, reconheceu que a vigília foi superlotada.

"Nossa expectativa era de 70 mil pessoas, mas passou muito desse número", disse ele, segundo a Angop.

Tópicos: África, Angola, Igreja Universal, Religião