Seul  - A cidade sul-coreana de Gumi está testando uma "estrada elétrica" com cabos subterrâneos que permite carregar as baterias de ônibus públicos durante seu trajeto, informou nesta quinta-feira o Instituto Superior Coreano para Ciência e Tecnologia (KAIST).

O sistema será testado durante os próximos quatro meses em um trecho de 24 km em Gumi, cidade do sul do país.

Os veículos OLEV (OnLine Electric Vehicle) absorvem a eletricidade por indução, "de maneira eletromagnética", a partir de cabos enterrados sob alguns centímetros na "estrada elétrica".

A eletricidade transmitida é utilizada para mover o veículo e para carregar suas baterias, que têm a quinta parte do volume das baterias dos ônibus elétricos comuns.

O inconveniente, no momento, é o preço do sistema: cada OLEV custa cerca de 472 mil euros.

"A tecnologia está disponível e a questão agora é reduzir seu preço", disse à AFP Park Jong-Han, que dirige a empresa fabricante dos protótipos OLEV. "Assim que os custos baixarem, penso que as cidades ficarão interessadas neste tipo de transporte".

O sistema, desenvolvido a partir do ano 2000 pelo KAIST, já havia sido testado em um pequeno percurso no campus do Instituto.

Tópicos: Ásia, Coréia do Sul, Eletricidade, Estradas, Setor de transporte, Transportes, Tecnologias limpas, Ônibus, Transporte público