Rio - O consumo de energia elétrica na rede integrada nacional cresceu 2,7% em setembro frente igual período do ano passado, alcançando 38.682 gigawatts-hora (GWh), informou nesta quarta-feira, 30, a Empresa de Energia Elétrica (EPE), em sua resenha mensal.

O consumo industrial recuou 0,1% no mês, em relação a setembro de 2012, somando 15.567 GWh. A EPE destaca que o resultado interrompe uma sequência de cinco altas consecutivas no consumo de energia do setor.

O relatório da EPE informa que contribuíram para esse desempenho as quedas de 4% no Nordeste e de 1,6% no Sudeste. Na série dessazonalizada, houve retração de 0,9% em relação a agosto.

O consumo residencial avançou 5,7%, dando a maior contribuição para o resultado de setembro. De acordo com a EPE, pesaram positivamente para esse resultado a taxa do Nordeste (+13%) e do Sul.

De acordo com a EPE, "a aquisição e o uso de eletrodomésticos pelas famílias, fruto de maior acesso à renda de programas sociais do governo federal, vem explicando a forte expansão do consumo nos lares nordestinos".

Já no Sul, pesou a alta do Rio Grande do Sul (14,7%), influenciada pela temperatura: "o calor e o frio intensos levaram a maior uso de equipamentos de climatização", informou a EPE.

O consumo do setor de comércio e serviços teve aumento de 4,3% em relação a setembro do ano passado.

Tópicos: Consumo, Energia, Energia elétrica, Serviços