Santiago do Chile -- O Chile confirmou neste sábado o primeiro caso de transmissão sexual do zika vírus no país.

O Ministério da Saúde informou em comunicado que uma mulher, de 46 anos, pegou a doença do companheiro, que tinha adquirido o vírus durante uma viagem ao Haiti.

"Esse é o primeiro caso documentado de transmissão sexual do zika vírus no Chile continental, onde não existe a presença do mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença", disse o Ministério da Saúde.

Os exames médicos que confirmaram o contágio por via sexual foram realizados pelo laboratório da Universidad Católica.

Até o momento, foram confirmados no Chile mais de dez casos de zika em pessoas contaminadas pelo vírus no exterior.

O Aedes aegypti, transmissor do zika vírus, da febre chicungunha e da dengue, não está presente no território continental do Chile. O mosquito vive apenas na Ilha de Páscoa, a mais de 3 mil quilômetros do litoral do país.

Tópicos: Chile, América Latina, Saúde, Zika, Doenças