Equipes de bombeiros tentavam combater por terra e ar neste sábado um violento incêndio no sul da Califórnia, que ameaça cerca de 4.000 casas.

Temperaturas mais amenas e umidade mais alta ajudam no combate ao incêndio, e os bombeiros indicaram que haviam conseguido conter 30% das chamas, que começaram quinta nas imediações de Malibu, 65 quilômetros a oeste de Los Angeles.

A área atingida, que praticamente triplicou de tamanho chegando a 28.000 acres (11.300 hectares) durante a sexta, manteve-se estável neste sábado de manhã.

Operações aéreas foram retomadas após uma pausa durante a noite, indicou o Departamento de Incêndio do Condado de Ventura (VCFD, siglas em inglês) em sua página no Facebook, acrescentando que as equipes em terra continuaram lutando contra as chamas sem interrupção.

Pouco menos de 1.900 bombeiros -- incluindo homens de Los Angeles e de áreas vizinhas -- combatiam o incêndio alimentado pelo vento e pela vegetação seca, indicou o VCFD.

O departamento indicou que cerca de 4.000 casas estavam ameaçadas, mas que neste sábado de manhã apenas 15 residências tinham sido atingidas e nenhuma havia ficado totalmente destruída. Um bombeiro e um civil ficaram feridos, ambos em um acidente de trânsito longe do local do incêndio, acrescentou.

A Califórnia normalmente é atingida pelo fogo no final do ano, mas ventos fortes e altas temperaturas desencadearam uma série de incêndios esta semana.

O incêndios desta primavera forçaram o fechamento de um trecho da auto-estrada da Costa do Pacífico (PCH, siglas em inglês) e do campus de uma universidade, afetando as instalações da Marinha americana, indicaram informações da imprensa.

O VCFD informou que a estrada já tinha sido reaberta, mas que outras estavam interditadas. Vários moradores deixaram suas casas em uma ampla área na sexta-feira, depois que os ventos empurraram as chamas de volta para o norte.

Algumas celebridades, incluindo os atores Jamie Foxx e Tom Selleck, vivem perto da área evacuada, de acordo com o canal de televisão KTLA 5. Algumas dessas residências são ranchos luxuosos com grandes criações de cavalos.

"Há algumas belas casas lá... Mas, até agora, eles estão fazendo um bom trabalho protegendo-as," indicou a porta-voz do VCFD, Lori Ross, ao LA Times.

Na sexta, oito helicópteros e seis aviões jogavam água e substâncias para conter o fogo em áreas em chamas para proteger casas nas imediações.

A Universidade do Estado da Califórnia permanecia fechada neste sábado, depois do cancelamento das aulas e de todas as atividades em seu campus em Camarillo na quinta e na sexta-feira "devido ao incêndio e à densa fumaça sobre o campus."

A universidade indicou em seu site que pretende reabrir na segunda.

Um outro incêndio teve início na sexta-feira em Glendale, um subúrbio residencial no norte de Los Angeles, queimando cerca de 75 acres de vegetação e obrigando algumas pessoas a deixar suas casas. Uma estrada nas proximidades também foi fechada.

Tópicos: Estados Unidos, Países ricos, Incêndios, Los Angeles, Metrópoles globais, Califórnia