Aguarde...

Sumiço | 19/03/2014 11:06

Avião da Malásia deve estar no sul do Índico, diz fonte

Onze dias depois do desparecimento do voo MH370, na rota Kuala Lumpur-Pequim, nenhum sinal do Boeing 777-200ER foi encontrado

Autoridades da Malásia e dos EUA acreditam que o avião tenha sido deliberadamente desviado da sua rota, talvez por milhares de quilômetros, mas investigações sobre antecedentes dos passageiros e tripulantes não revelaram nada que explicasse um possível sequestro aéreo.

Na semana passada, uma fonte familiarizada com a avaliação dos EUA sobre o caso disse que provavelmente o avião voou para o sul e caiu no mar ao ficar sem combustível.

Se tiver de fato caído no sul do Índico, um dos lugares mais remotos e profundos do planeta, é grande a chance de que o avião nunca seja encontrado, e que o mistério nunca seja esclarecido.

Antes de desaparecer, o avião teve seus aparelhos de localização desligados. Numa última mensagem ao controle de tráfego aéreo, um dos pilotos disse que estava "tudo bem, boa noite". Dados de radares indicam que minutos depois disso o avião fez uma curva para oeste e pode ter voado por mais seis horas.

Comentários (0)  

Editora Abril

Copyright © Editora Abril - Todos os direitos reservados