Bagdá .- Pelo menos 13 pessoas morreram nesta quinta-feira e outras 50 ficaram feridas em ataques no norte do Iraque, informaram à Agência Efe fontes da Polícia.

Sete pessoas morreram e 45 ficaram feridas em um triplo atentado perto de um mercado na cidade de Al Tuz, 210 quilômetros ao norte de Bagdá.

Primeiro, um terrorista suicida detonou o cinto de explosivos que levava junto ao corpo, o que foi seguido da explosão consecutiva de dois carros-bomba.

As fontes não descartaram que o número de mortos aumente devido à ao grave estado dos feridos.

Por outro lado, pelo menos três soldados morreram e três sofreram feridas na região de Badush, a oeste de Mossul, 400 quilômetros ao norte da capital, pela explosão de outro veículo carregado com explosivos.

No norte de Mossul, outro militar morreu e dois ficaram feridos em um ataque armado.

Além disso, um membro de um Conselho de Salvação - milícia tribal sunita pró-governo - foi assassinado ao sair de uma loja na área de Al Siniya, a oeste de Biji, 200 quilômetros ao norte de Bagdá.

Em Yizrab, também no norte, um policial morreu pela explosão de uma bomba durante a passagem de seu veículo.

O terrorismo e a violência religiosa aumentaram no Iraque nestes últimos meses, os mais mortíferos em cinco anos, com ataques frequentes contra os efetivos de segurança e o Exército, e contra a comunidade xiita. 

Tópicos: Terrorismo, Ataques terroristas, Iraque, Mortes