Mais de 40 pessoas foram mortas nesta sexta-feira em um ataque realizado por um avião não identificado contra uma casa perto da capital líbia, Trípoli, onde estavam reunidos supostos membros do grupo Estado Islâmico (EI), segundo autoridades locais.

A casa visada durante a madrugada na localidade de Sabrata, 70 km a oeste de Trípoli, foi completamente destruída, indicou uma autoridade da cidade, Hussein al-Dawadi, que explicou que "a grande maioria dos mortos eram tunisianos, provavelmente membros do EI".

De acordo com uma fonte ocidental, citada pelo jornal New York Times, o ataque foi realizado por aviões americanos contra um acampamento do EI onde se encontravam um líder tunisiano do grupo ligado aos dois atentados no ano passado na Tunísia, contra o museu do Bardo em Túnis e em Susse.

A fonte ocidental, que preferiu não se identificar, falou de mais de 30 mortos no ataque, todos membros do EI, incluindo um grande número de tunisianos.

É a primeira vez que um tal ataque aéreo visa a cidade de Sabrata, controlada pela coalizão de milícias Fajar Libya.

Tópicos: EI, Estado Islâmico, EIIL, Líbia, África