Aguarde...

Arquitetura | 04/09/2012 21:35

Arranha-céu em forma de ceroulas causa polêmica na China

Nas redes sociais surgiram todo tipo de comentários e críticas criativas sobre o novo prédio, que terá uma altura de mais de 300 metros

Divulgação

Gate of the Orient, na China

''As empresas de cuecas deveriam cobrar dos arquitetos pelo desenho do edifício'', afirmou um internauta no Weibo, o Twitter chinês

Pequim - Um novo arranha-céu na cidade de Suzhou, na China, causou polêmica na imprensa oficial e entre internautas do país, que consideraram que a peculiar forma do edifício não é a do Arco de Triunfo, como pretendiam seus construtores, mas sim de uma grande calça ou até mesmo de uma ceroula.

Nas redes sociais surgiram todo tipo de comentários e críticas criativas sobre o novo prédio, que terá uma altura de mais de 300 metros, e que apesar de se chamar oficialmente ''Arco de Oriente'', ficou conhecido pelo apelido de ''ceroulas gigantes''.

''As empresas de cuecas deveriam cobrar dos arquitetos pelo desenho do edifício'', afirmou um internauta no Weibo, o Twitter chinês.

Os internautas provaram sua criatividade ao utilizarem a foto de homens cortados pela metade com o arranha-céu no lugar de suas pernas, como se eles estivessem vestindo o prédio.

A imprensa também criticou o desenho do edifício e o jornal ''Shanghai Daily'' publicou em uma manchete: ''É um arco ou só um par de calças?''.

Até mesmo a agência oficial ''Xinhua'' publicou um artigo sobre o prédio, que foi construído para ser um luxuoso centro comercial. A agência afirmou que o design do edifício é britânico e não chinês.

Muitos chineses, no entanto, já encontraram a ''real'' utilidade do arranha-céu: o emblemático edifício da televisão pública de Pequim, a CCTV, também chamado de ''ceroulas gigantes'', já não está mais sozinho.

Comentários  

Editora Abril

Copyright © Editora Abril - Todos os direitos reservados