O Irã respeita os compromissos relacionados a seu programa nuclear, afirmou nesta sexta-feira a Associação Internacional de Energia Atômica (AIEA), no primeiro balanço após a entrada em vigor, em janeiro, do fim das sanções contra Teerã.

Entre outros pontos, a AIEA observou que o Irã "não tem enriquecido urânio" além dos níveis previstos no acordo, nem violado as orientações relativas ao seu reator de água pesada em Arak.

Este parecer favorável permite a continuação da aplicação do acordo e normalização das relações econômicas internacionais com esta potência petrolífera.

AIEA, uma instituição da ONU, é responsável por assegurar o cumprimento por Teerã das obrigações destinadas a garantir a natureza exclusivamente pacífica do seu programa nuclear, nomeadamente através de uma redução drástica das suas capacidades.

De acordo com o acordo concluído em 14 de julho em Viena entre Teerã e as potências do chamado P5+1 (China, Estados Unidos, França, Reino Unido, Rússia e Alemanha), as sanções internacionais podem ser restabelecidas em caso de violação do acordo.

Teerã sempre negou a intenção de adquirir armas nucleares e reivindica o direito de explorar a indústria nuclear.

Tópicos: AIEA, Energia, Energia nuclear, Infraestrutura, Irã, Ásia