Rabat - O acidente de um ônibus de linha no sul do Marrocos, a cerca de 600 quilômetros de Rabat, deixou 12 mortos e 30 feridos, 13 deles em estado grave, segundo os últimos números do Ministério da Saúde divulgados nesta quinta-feira pela agência marroquina "MAP".

As vítimas são passageiros do ônibus que cobria a linha entre Esauira e Agadir.

Segundo a agência, o motorista do veículo perdeu o controle por causas desconhecidas ao fazer uma curva e o ônibus caiu em um barranco nesta região montanhosa onde as estradas carecem com frequência de proteção lateral.

Nove pessoas faleceram na queda e outras três morreram quando eram transferidas ao hospital de Sidi Mohammed ben Abdallah de Esauira, para onde foram levados os feridos.

Como é costume quando ocorrem acidentes graves, o rei Muhammad VI anunciou que assumirá pessoalmente as despesas de enterro dos mortos e de hospitalização dos feridos, segundo um comunicado da Casa Real.

O número de acidentes nas estradas marroquinas é muito alto: nos últimos anos, foi registrada uma média de 4 mil mortos em acidentes nas estradas do país, devido ao mal estado das pistas, a idade dos veículos e a imprudência dos motoristas.

Tópicos: Acidentes de ônibus, Marrocos, África, Ônibus, Transportes, Transporte público