Argel - O comandante argelino Farid Nechad disse que uma pessoa sobreviveu ao acidente com um avião militar no leste a Argélia nesta terça-feira e que os demais 102 ocupantes foram considerados mortos.

Nechad, cuja base fica em Argel, disse à Associated Press que 55 corpos haviam sido recuperados. O Hércules C-130, fabricado pela norte-americana Lockheed, caiu numa área montanhosa cerca de 50 quilômetros a sudeste da cidade de Constantine.

Segundo a agência estatal de notícias, a aeronave ia da cidade de Tamanrasset, no extremo sul do país, para Constantine, no oeste, e caiu perto da cidade de Ain Kercha, na província de Oum El Bouaghi. O avião transportava militares e seus familiares.

Funcionários da Defesa Civil que estiveram no local disseram aos jornalistas que mulheres e crianças estão entre as vítimas e que a aeronave partiu-se em três.

O coronel Lahmadi Bouguern, porta-voz da região militar leste, disse à agência estatal de notícias que o acidente foi causado pela falta de visibilidade e por fortes ventos que têm atingido a região nos últimos dias.

O pior acidente aéreo da história do país aconteceu em 2003, quando 102 pessoas morreram depois que um avião civil caiu no final da pista do aeroporto de Tamanrasset. Em novembro de 2012, um avião de carga militar caiu no sul da França, matando todas as seis pessoas que estavam a bordo. Fonte: Associated Press.

Tópicos: Acidentes aéreos, Argélia, África, Veículos, Aviões, Transportes, Mortes