“Não quero livre comércio, quero comércio justo”, diz Trump

Trump reforçou sua intenção de aplicar "substanciais" impostos fronteiriços sobre importações, além de cortar impostos para empresas que ficarem nos EUA

São Paulo – O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, prometeu em uma reunião com líderes executivos nesta manhã que irá dar “vantagens” e cortar impostos de forma maciça para as empresas que permanecerem no país, ao mesmo tempo em que pretende impor “substanciais” impostos fronteiriços sobre produtos de empresas que saírem.

“Eu não quero livre comércio, quero um comércio justo. Não temos livre comércio, somos os únicos que tornamos fácil entrar aqui, outros países não acreditam no que fazemos. Vendemos carros do Japão, mas ele tornam impossível vender nossos carros lá, por exemplo. Não é justo, nunca foi e não acredito que demoramos tanto para fazer isso”, declarou Trump.

Segundo o presidente, o objetivo da medida é trazer de volta os postos de trabalho para os EUA. “Uma companhia que quer demitir todos os funcionários do país e que pensa que irá vender seus produtos feitos no exterior para nós está muito enganada, isso não vai acontecer”, disse.

O republicano também prometeu cortar regulações “em 75%, talvez mais”, mas não especificou quais. Ele ainda prometeu cortar regulações de meio ambiente em pelo menos 70%.

Entre os presentes no evento, estavam Kevin Plank, da Under Armour, Elon Musk, da Tesla, Marilyn Hewson, da Lockheed Martin, e Mario Longhi da US Steel. O presidente sugeriu que gostaria de se encontrar com líderes empresariais todo trimestre.

*Atualizada para corrigir informação sobre o corte de regulações sobre o meio ambiente.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Yuri Pimenta Soares

    Ter o governo coercitivamente cobrando impostos nunca será justo.

  2. Luiz Flávio S. Alimandro

    Bola fora total nessa frase, pois nada é mais justo que o livre comercio!

    1. Alex Martins

      Isso no pensamento de brasileiro colonizado. Os EUA sempre foram protecionistas,por isso são a maior potencia do Mundo. Eles querem livre comércio pro terceiro Mundo,pra eles não.

    2. Isso é um mantra pregado pelos liberalóides, mas nunca teve qualquer conexão com a realidade… Não existe mercado sem empregados e renda. Sem empregos, não há empregados e nem renda. E ficar sustentando o consumo com déficits de centenas de bilhões de dólares todos os anos pode até funcionar durante um certo tempo (nos USA que tem a moeda reserva de mercado), mas não para sempre. O que fazia dos USA a maior potência econômica do mundo era uma combinação de: Indústria, Moeda (atrelada ao petróleo), Poder Bélico e Inovação e Tecnologia.

      Ao mandar sua indústria pra fora e comprar os produtos prontos, perdeu um de seus pontos fortes. Se o Trump vai reverter isso ou não, são outros 500. Mas ficar do discurso liberalóide só afundarão ainda mais o país. A dívida já vai em mais de USD19trilhões! É isso que causa o neoliberalismo!

    3. Isso é um mantra pregado pelos liberalóides, mas nunca teve qualquer conexão com a realidade… Não existe mercado sem empregados e renda. Sem empregos, não há empregados e nem renda. E ficar sustentando o consumo com déficits de centenas de bilhões de dólares todos os anos pode até funcionar durante um certo tempo (nos USA que tem a moeda reserva de mercado), mas não para sempre. O que fazia dos USA a maior potência econômica do mundo era uma combinação de: Indústria, Moeda (atrelada ao petróleo), Poder Bélico e Inovação e Tecnologia.

      Ao mandar sua indústria pra fora e comprar os produtos prontos, perdeu um de seus pontos fortes. Se o Trump vai reverter isso ou não, são outros 500. Mas ficar do discurso liberalóide só afundarão ainda mais o país. A dívida já vai em mais de USD19trilhões! É isso que causa o neoliberalismo!

    4. Isso é um mantra pregado pelos liberalóides, mas nunca teve qualquer conexão com a realidade… Não existe mercado sem empregados e renda. Sem empregos, não há empregados e nem renda. E ficar sustentando o consumo com déficits de centenas de bilhões de dólares todos os anos pode até funcionar durante um certo tempo (nos USA que tem a moeda reserva de mercado), mas não para sempre. O que fazia dos USA a maior potência econômica do mundo era uma combinação de: Indústria, Moeda (atrelada ao petróleo), Poder Bélico e Inovação e Tecnologia.

      Ao mandar sua indústria pra fora e comprar os produtos prontos, perdeu um de seus pontos fortes. Se o Trump vai reverter isso ou não, são outros 500. Mas ficar do discurso liberalóide só afundarão ainda mais o país. A dívida já vai em mais de USD19trilhões! É isso que causa o neoliberalismo!

      Quanto a ladainha da cobrança de impostos coercitivamente, não existe Estado sem impostos, nem sociedade e mercado sem a existência de impostos. Parafraseando Milton Friedman, não existe almoço grátis! Para usufruir da infraestrutura, tecnologia, mercado de consumidores, segurança, etc… Há que se pagar impostos!

  3. Não vejo erro em um presidente querer valorizar o mercado interno do seu País,só pessoas que falam mau dos EUA e ao mesmo tempo acham que eles tem que ser uma babá internacional que vêem isso como errado.

    1. Mas o liberalóide acredita em “livre mercado”, mesmo com uma dívida cavalar de USD19trilhões causada por isso e de USD66trilhões (somando governo, pessoas e empresas). Cairam no conto do “livre mercado” onde consumidores consomem produtos sem ter emprego! kkkkkkkk