Mulheres e crianças assassinadas nos anos 80 são encontradas

Corpos de 54 camponeses, a maioria mulheres e crianças, executados nos anos 80 durante conflito armado foram encontrados em 19 fossas comuns

Lima – Os corpos de 54 camponeses – a maioria mulheres e crianças – executados nos anos 80 durante o conflito armado entre o governo e a guerrilha do Sendero Luminoso foram encontrados em 19 fossas comuns em uma zona remota do Peru.

A promotoria do estado de Ayacucho confirmou nesta terça-feira que os corpos de 26 crianças e 18 mulheres estavam em fossas comuns entre comunidades do distrito de Chungui, uma zona montanhosa do Estado, ponto de partida e bastião do Sendero Luminoso nos anos 80.

Os corpos, encontrados por uma equipe especializada do ministério público que realizava escavações no final de semana passado, apresentam perfurações por bala, golpes de arma branca e até degolada.

“No momento, não é possível determinar se foram executados pelos “senderistas” ou por militares”, informaram membros do ministério público.

Os corpos estavam enterrados em valas rasas e segundo testemunhas, o massacre pode ter ocorrido em 1986, durante o primeiro mandato do presidente Alan García (1985-1990).

O Sendero Luminoso foi derrotado militarmente em meados dos anos 90 e seus principais líderes estão presos, entre eles o fundador do grupo, Abimael Guzmán, condenado à prisão perpétua.

A guerrilha iniciou suas ações em maio de 1980 e o conflito durou duas décadas, deixando cerca de 69 mil mortos, segundo a Comissão da Verdade e Reconciliação (CVR).