Dólar R$ 3,27 -0,31%
Euro R$ 3,66 0,08%
SELIC 11,25% ao ano
Ibovespa 1,60% 62.662 pts
Pontos 62.662
Variação 1,60%
Maior Alta 9,53% JBSS3
Maior Baixa -1,42% EMBR3
Última atualização 23/05/2017 - 17:20 FONTE

Mortes a tiro de policias dos EUA sobem 56% em 2014

Mortes de policiais norte-americanos relacionadas a armas de fogo cresceram 56 por cento em 2014 ante o ano anterior

Nova York – As mortes de policiais norte-americanos relacionadas a armas de fogo cresceram 56 por cento em 2014 ante o ano anterior, com cerca de um terço dos policiais mortos em emboscadas, disse o Fundo Nacional Memorial de Policiais nesta terça-feira.

Por todo o país, 50 policiais foram mortos a tiros em 2014, ante 32 em 2013, de acordo com o site da organização sem fins lucrativos, cujo objetivo é aumentar a segurança dos policiais.

Os estados com maior número de mortes foram Califórnia, Texas, Nova York, Flórida e Geórgia, disse a entidade.

“Quinze policiais foram alvejados e mortos em emboscadas, mais do que em qualquer outra circunstância de tiros fatais em 2014”, disse o site do grupo.

A emboscada mortal contra dois policiais da cidade de Nova York enquanto estavam em sua viatura no dia 20 de dezembro marcaram o ápice na tensão cada vez mais profunda entre o departamento policial da cidade e o prefeito Bill de Blasio.

O prefeito expressou apoio aos protestos após mortes de homens negros desarmados em confrontos com policiais brancos, e disse ter alertado seu filho, que é filho de mãe negra, sobre “os perigos que pode enfrentar” ao se deparar com policiais.

O atirador que matou os dois policiais antes de se suicidar havia escrito na Internet que estava se vingando das mortes de dois homens negros desarmados este ano, uma em Ferguson, no Missouri, e outra em Nova York.

Ao todo, 126 policiais morreram em serviço em 2014 nos EUA, um aumento de 24 por cento em relação os 102 de 2013.

A segunda maior causa de morte de policiais em 2014 foi em acidentes de trânsito.