Morre adolescente ferida em tiroteio em escola de Seattle

Adolescente americana ferida na sexta-feira em um tiroteio morreu no domingo

Los Angeles – Uma adolescente americana ferida na sexta-feira em um tiroteio em uma escola do ensino secundário de Seattle, noroeste dos Estados Unidos, morreu no domingo, informou o hospital, o que aumenta a três o número de vítimas fatais da tragédia.

Gia Soriano, de 14 anos, faleceu em consequência dos ferimentos, informou o Providence Regional Medical Center.

“Estamos devastados com esta tragédia sem sentido. Gia era nossa bela filha e palavras não podem expressar o quanto vamos sentir sua falta. Tomamos a decisão de doar os órgãos de Gia. Nossa filha era amorosa e doce e, com esta doação, queremos honrar sua vida”, afirma a família em um comunicado.

Com a morte de Gia, sobe para três o número de vítimas fatais na tragédia da escola Marysville-Pilchuck, incluindo o autor dos disparos, que cometeu suicídio depois de abrir fogo contra os colegas.

Outros dois estudantes, um homem e uma mulher, estão entre a vida e a morte.

Um aluno que recebeu um tiro na mandíbula está em situação grave.

O atirador foi identificado como o estudante Jaylen Ray Fryberg, de origem indígena, que os amigos descreveram como uma pessoa tranquila, gentil e popular.

Ele era uma das estrelas do time de futebol do colégio.

O jovem atuou sozinho e depois cometeu suicídio. A arma havia sido adquirida legalmente por seu pai.

As autoridades investigam as declarações de alguns colegas do jovem.

Fryberg teria passado recentemente por uma desilusão amorosa, que pode ter sido a origem da decisão.