Ministro tcheco diz não haver lugar para imigrantes na Europa

Líderes da Europa central estão entre os críticos mais duros da reação da União Europeia ao número crescente de refugiados e imigrantes

Praga – O ministro das Finanças da República Tcheca, Andrej Babis, afirmou nesta terça-feira que a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, tem responsabilidade pelo ataque a um mercado natalino de Berlim e que os imigrantes “não têm lugar” na Europa.

A onda imigratória que atinge o continente precisa ser contida, acrescentou Babis em comentários citados pelo site de notícias parliamentnilisty.cz.

Um caminhão foi lançado contra o mercado na noite de segunda-feira, matando 12 pessoas e ferindo dezenas. Um postulante a asilo paquistanês foi preso pela suspeita de ser o motorista, mas a polícia disse que o verdadeiro perpetrador pode ainda estar foragido.

Líderes da Europa central estão entre os críticos mais duros da reação da União Europeia ao número crescente de refugiados e imigrantes que têm entrado no bloco para fugir da pobreza no Oriente Médio, na África e em outras regiões, e vêm recusando as cotas de concessão de asilo determinadas pelo executivo da UE.

Muitos líderes se pronunciaram contra a política imigratória de portas abertas de Merkel, e Babis retomou o assunto em reação ao ataque.

“Infelizmente… esta política é responsável por este ato terrível. Foi ela que deixou os imigrantes entrarem na Alemanha em ondas descontroladas, sem documentos, portanto sem saber quem realmente são”, disse o ministro.

“A Alemanha está pagando um preço alto por esta política”.