Milionária belga tenta assassinar filhas gêmeas de 14 anos

Herdeira da marca de bolsas Kipling e com uma fortuna estimada em € 168 milhões, Mireille Gram foi detida na cidade de Antuérpia

Bruxelas – Herdeira da marca de bolsas Kipling e com uma fortuna estimada em 168 milhões de euros, Mireille Gram foi detida na cidade de Antuérpia, no norte da Bélgica, após tentar assassinar suas duas filhas gêmeas de 14 anos enquanto dormiam, informou nesta terça-feira a imprensa local.

O crime ocorreu no domingo, quando Mireille entrou no quarto das filhas com uma faca, segundo o jornal “Het Laatste Nieuws”, que revela que a herdeira da Kipling teria tentado cortar o pescoço de uma delas enquanto dormia.

A tragédia foi evitada pela outra irmã, que acordou com o barulho e tentou deter a mãe antes de fugir pela janela para pedir ajuda a uma funcionária que também estava na casa.

A Polícia, que não demorou a chegar, levou a gêmea que tinha sido atacada e estava gravemente ferida ao hospital. Ela segue internada, mas não corre risco de morrer.

Mireille, que será acusada de tentativa de homicídio, já tinha tentado afogar as duas filhas anteriormente devido a um episódio de depressão pós-parto, segundo parentes citados pelo jornal.

A atitude da milionária pode ter ocorrido por causa de seu recente divórcio e pelo fato do marido ter conseguido a custódia das meninas, segundo o “Het Laatste Nieuws”.

Mireille Gram é filha do multimilionário Tony Gram, dono da marca Kipling, especializada em bolsas e artigos de viagem com lojas em todo o mundo.

*Nota de EXAME.com – A assessoria de imprensa Kipling no Brasil informa que Mireille não é mais herdeira desde que a marca foi comprada por um grupo americano. Atualizada em 30/09/2015, às 12h20.