Mianmar recupera corpos de avião militar que caiu no mar

O avião partiu ontem da cidade de Myeik e seguia para Rangum, a maior cidade do país, quando desapareceu do radar

Bangcoc – Pelo menos 29 corpos foram recuperados nesta quinta-feira pelas equipes de resgate em águas próximas a Dawei, no sudeste de Mianmar, onde ontem um avião militar caiu no mar com 122 pessoas a bordo.

Os corpos de um homem, 20 mulheres e oito crianças foram transportados em uma embarcação da Marinha que participa da missão, junto com partes da aeronave.

Os destroços do aparelho e os corpos foram achados 22 quilômetros a oeste de Kyauk Nimak, onde continuam as buscas pela parte principal do avião, de acordo o escritório central do Exército, que atualiza as notícias através do Facebook.

O gabinete do presidente ofereceu em comunicado suas condolências aos parentes e amigos das vítimas.

O avião, modelo Y-8F-200 de fabricação chinesa, partiu ontem da cidade de Myeik e seguia para Rangum, a maior cidade do país. Ele desapareceu do radar depois de percorrer, aproximadamente, 100 quilômetros e quando estava perto da cidade de Dawei.

Conforme a nota oficial mais recente, 108 passageiros, entre militares e familiares, e 14 membros da tripulação viajavam nele. O Y-8F-200 foi entregue para as Forças Armadas em março do ano passado e tinha 809 horas de voo.

Pelo menos nove barcos da Marinha e três aviões participam dos trabalhos de busca dos possíveis sobreviventes, bem como um número não informado de barcos pesqueiros.