México é 1º do mundo em roubos com violência, diz estudo

Cidade do México – O México ocupa o primeiro lugar entre os países do mundo em roubos com violência e em 67,7% dos casos os ladrões empregam armas de fogo, segundo um estudo divulgado hoje pelo grupo multissistemas de segurança industrial.

O trabalho centrado no México destaca que, globalmente, a Espanha lidera a lista de países com mais roubos, seguida da Argentina e Estados Unidos, mas em assaltos a residências se sobressaem a Inglaterra e Nova Zelândia, enquanto a Grécia é líder em furtos.

No caso do México, 26,1% dos roubos cometidos entre 1º de dezembro de 2005 e 30 de junho de 2010 correspondem a comércios, 15% a carros, 14,1% a domicílios e 13,8% a transeuntes, assinalou o presidente do grupo de segurança privada, Alejandro Desfassiaux.

Outros roubos representam uma porcentagem muito inferior, apesar de que, segundo o estudo, somente a subtração de combustíveis representa perdas de US$ 100 milhões anuais.

Em 67 de cada 100 assaltos foram empregadas armas de fogo, embora também sejam comuns os objetos cortantes, e em 2,3% dos casos as armas eram falsas, segundo os dados do estudo.

A maioria dos ladrões a transeuntes tem entre 18 e 25 anos, enquanto no caso dos que se dedicam ao roubo de veículos, casas e caixas eletrônicos, suas idades oscilam entre 25 e 35 anos.

Alejandro Desfassiaux destacou que os crimes cometidos por mulheres são em sua maioria os roubos a casas, com 4,7% dos casos, apesar de começarem a participar mais de roubos a cidadãos, igrejas e crianças, de acordo com o relatório.