Merkel pede independência de juízo sobre ajuda à Grécia

Chanceler responde ao alerta feito pela agência de rating Standard & Poor's

Berlim – A chanceler alemã, Angela Merkel, afirmou hoje que o Fundo Monetário Internacional (FMI), a Comissão Europeia e o Banco Central Europeu (BCE) devem manter sua independência de julgamento enquanto negociam um novo pacote de ajuda para a Grécia. A declaração foi uma resposta ao alerta feito ontem pela agência de classificação de risco Standard & Poor’s, de que poderia considerar a proposta francesa de rolagem da dívida grega como um default (calote) seletivo.

“É importante que nós, o FMI, o Banco Central Europeu e a Comissão Europeia não deixemos que tirem nossa própria capacidade de julgamento”, afirmou Merkel durante entrevista após encontro com o presidente da Comissão da União Africana, Jean Ping. “Além disso, confio na avaliação de tais instituições em relação a certos procedimentos”, acrescentou Merkel, em uma alusão ao envolvimento dos credores privados em uma nova ajuda para a Grécia. As informações são da Dow Jones.