Dólar R$ 3,27 -0,54%
Euro R$ 3,65 0,07%
SELIC 11,25% ao ano
Ibovespa 1,36% 64.085 pts
Pontos 64.085
Variação 1,36%
Maior Alta 4,89% RADL3
Maior Baixa -6,09% JBSS3
Última atualização 26/05/2017 - 17:20 FONTE

Menina de 9 anos emociona ao discursar sobre racismo nos EUA

"Não deveríamos ter de protestar porque vocês estão nos tratando mal. Nós fazemos isso porque precisamos e temos direitos”, disse a pequena Zianna

São Paulo – A morte de Keith Lamont Scott continua a chamar a atenção do mundo para as tensões raciais nos Estados Unidos.
Na semana passada, ele foi fatalmente baleado pela polícia da cidade de Charlotte, Carolina do Norte, no estacionamento do seu prédio. Segundo a família, ele aguardava a chegada do filho da escola e segurava o livro. Para os policiais, no entanto, ele estava armado.

E numa reunião realizada nesta semana em Charlotte entre cidadãos e autoridades públicas e que tinha como objetivo acalmar os ânimos da comunidade negra local, uma menina de apenas 9 anos de idade brilhou ao assumir o microfone e desabafar sobre o racismo que sente no dia a dia.

Eu vim aqui hoje para falar sobre como eu me sinto e sinto que somos tratados de uma maneira diferente das outras pessoas. E eu não gosto da forma como somos tratados por causa da nossa cor, isso não significa nada pra mim, começou Zianna Oliphant.

Visivelmente emocionada, ela fez uma pausa para segurar as lágrimas e foi incentivada por todos os presentes no encontro, que pediram que ela não parasse de falar. Nós somos negros e não deveríamos nos sentir dessa forma. Não deveríamos ter de protestar porque vocês estão nos tratando mal. Nós fazemos isso porque precisamos e temos direitos.

Zianna faz uma nova pausa e é aplaudida por todos. A pequenina tenta se controlar como pode, mas prossegue em sua mensagem: Eu nasci e fui criada em Charlotte e eu nunca antes havia me sentido assim até agora e eu não vou suportar como estamos sendo tratados. É uma vergonha que nossos pais e mães estão sendo mortos e não podemos mais vê-los. É uma vergonha que temos que enterrá-los. E temos lágrimas e não deveríamos ter lágrimas. Precisamos dos nossos pais e das nossas mães do nosso lado.

O vídeo foi gravado na última segunda-feira e desde então vem circulando nas redes sociais. Confira a fala de Zianna no vídeo abaixo, em inglês.