Medvedev proíbe Kadafi e família de entrar na Rússia

O decreto presidencial foi assinado em cumprimento das sanções adotadas pelo Conselho de Segurança da ONU contra o regime líbio

Moscou – O presidente da Rússia, Dmitri Medvedev, proibiu por decreto a entrada e o trânsito pelo país do líder líbio, Muammar Kadafi, e aos membros de sua família e de seu entorno próximo, informou nesta segunda-feira o Kremlin.

O decreto presidencial, assinado em cumprimento das sanções adotadas pelo Conselho de Segurança da ONU contra o regime de Kadafi, inclui uma lista de 15 “pessoas físicas as quais se proíbe a entrada em território da Rússia e o trânsito através dela”.

Além disso, Medvedev proibiu Kadafi e os membros de seu entorno realizar qualquer tipo de operação bancária e financeira no território da Rússia.

Anteriormente, no último dia 10, o presidente russo ordenou a proibição das provisões de armas ao regime de Kadafi.

Segundo alguns especialistas, a Rússia, que é um dos principais provedores de armas da Líbia, poderia deixar de receber até US$ 4 bilhões em caso de um embargo prolongado sobre as provisões de material bélico a Trípoli.