Mediador dos EUA para o Oriente Médio renuncia

O chefe dos negociadores dos Estados Unidos no Oriente Médio, Martin Indyk, renunciou hoje

Washington - O chefe dos negociadores dos <strong><a href="http://www.exame.com.br/topicos/estados-unidos">Estados Unidos</a></strong> no <strong><a href="http://www.exame.com.br/topicos/oriente-medio">Oriente Médio</a></strong>, Martin Indyk, que não foi bem sucedido em sua tentativa de retomar as negociações de paz entre Israel e a Autoridade Palestina, renunciou, informou nesta sexta-feira o Departamento de Estado.</p>

Indyk “voltará a seu posto de vice-presidente e diretor de Política Externa no (centro de reflexão) Brookings”, indicou a porta-voz do Departamento de Estado, Marie Harf, em sua conta no Twitter.