Marrocos proíbe fabricação e venda de burcas

Agentes do ministério do Interior realizam "campanhas de sensibilização ante comerciantes para informar sobre a nova determinação"

As autoridades marroquinas proibiram a fabricação e a venda de burcas, o véu integral muçulmano que cobre totalmente da cabeça ao corpo da mulher, informou a imprensa local.

O ministério do Interior difundiu uma circular a seus agentes encarregados do comércio indicando que não são mais autorizada a confecção e comercialização das burcas a partir desta semana.

O ministério não fez um anúncio oficial a respeito.

Agentes do ministério do Interior, no entanto, realizam “campanhas de sensibilização ante comerciantes para informar sobre a nova determinação”, indicou o site Médias 24.

Esta decisão deve estar motivada por razões de segurança, já que “delinquentes utilizaram várias vezes este traje para cometer seus crimes”, sempre segundo a imprensa.