Mala aproveita energia cinética e recarrega eletrônicos

Dispositivo colhe a energia cinética das rodinhas ao serem arrastadas e armazena em uma bateria que possui luzes LED indicadoras

São Paulo – O designer coreano Jung Inyoung criou uma mala de rodinhas concebida para os viajantes que precisam de energia. O conceito, ainda sem nome, colhe a energia cinética das rodinhas ao serem arrastadas e a armazena em uma bateria on-board, com luzes LED indicadoras, para uso posterior.

A mala atrativa possui, portanto, duas propostas: servir como bagagem e recarregar um dispositivo que esteja com a bateria se esgotando. Ela é retratada em tons de laranja e preto ou vermelho e preto.

Quando estamos carregando uma mala de viagem conscientemente ou não gastamos energia para arrastá-la. Por que não deixar a mala de viagem dar-lhe algum retorno, como a geração de energia elétrica, útil para recarregar seus gadgets? Essa foi a inspiração do designer coreano.

A mala de rolamento possui design elegante e foi especialmente desenvolvida para aqueles que estão sempre indo e vindo, e para acabar com o problema de ficar sem bateria.

A bagagem possui uma tomada de pequeno porte capaz de recarregar pequenos aparelhos que usam mini-USB. A maioria dos gadgets podem fazer uso desses conectores.

As luzes indicadoras ficam perto da barra de mão e informa os usuários sobre a quantidade de energia estocada ou quanto ainda está faltando ou sendo exigida para recarregar o dispositivo.

Viajar pode ser um processo demorado, apesar disso não se perde muito tempo carregando as bagagens de um lado para o outro e talvez este pequeno intervalo “arrastando” suas malas não seja o suficiente para recarregar seus aparelhos por completo, por isso ele é caracterizado como alternativa para emergências. De qualquer maneira, as tomadas em aeroportos ou rodoviárias podem ser difíceis de encontrar; e ser capaz de carregar os dispositivos eletrônicos em sua própria bagagem poderia ser uma ótima solução.

O dispositivo ainda é um conceito e detalhes como preço ou previsão de lançamento ainda não foram descritos.