Mais de 800 mil pessoas estão sem energia em Porto Rico após Irma

A vida na ilha retorna aos poucos à normalidade, enquanto os municípios e o governo avaliam prejuízos e dão início aos trabalhos de manutenção

San Juan – Mais de 800 mil pessoas continuam sem fornecimento de energia em Porto Rico quase dois dias após a passagem do furacão “Irma” pelo nordeste da ilha, segundo a Autoridade de Energia Elétrica (AEE), e metade dos hospitais opera com o auxílio de geradores.

O governador de Porto Rico, Ricardo Rosselló, informou nesta sexta-feira que durante a madrugada a AEE restabeleceu o serviço nos aeroportos de Aguadilla e o internacional de Luis Muñoz Marín, em San Juan.

Aos poucos a vida na ilha retorna à normalidade, pós um dia intenso nesta quinta-feira, em que os municípios e o governo avaliaram os prejuízos e iniciaram os trabalhos de coleta de detritos, árvores derrubadas e a manutenção da rede elétrica e das principais rodovias.

A partir da próxima segunda-feira, espera-se que sejam retomadas as aulas nas escolas e universidades, bem como o retorno ao trabalho dos funcionários e a reabertura progressiva das agências estatais.

Os danos mais significativos estão nas ilhas-município de Vieques e Culebra, ao leste de Porto Rico, para as quais será feito um pedido ao governo americano de declaração de zona de desastre.