Mais de 1,5 mil migrantes são resgatados no Mediterrâneo

O número total de chegadas desde o início do ano já totaliza 94.000 pessoas, a maioria nativa da África Subsaariana

Mais de 1.500 migrantes foram resgatados nesta segunda-feira no Mediterrâneo, ao longo da costa da Líbia, anunciou o serviço da guarda costeira italiana, o que eleva o número de pessoas resgatadas na área a mais de 8.000 em apenas cinco dias.

Ao todo, a guarda costeira coordenou as operações de resgate de 14 embarcações, efetuadas por seus próprios navios, os da operação europeia contra os traficantes, Sophia, e de organizações humanitárias.

No total, mais de 8.000 migrantes foram resgatados em cinco dias no Mediterrâneo. No entanto, o número total de chegadas desde o início do ano já totaliza 94.000 pessoas, a maioria nativa da África Subsaariana, “o mesmo que no ano passado”, informou no Twitter Flavio di Giacomo, porta-voz da organização Internacional para as Migrações (OIM) na Itália.

A travessia custou a vida de mais de 3.000 migrantes desde o início de 2016, 50% a mais do que no mesmo período do ano passado, de acordo com as últimas estimativas da OIM.