Mãe e filho morreram em ataque em loja da Ikea na Suécia

Um dos suspeitos é um homem de 23 anos que foi detido em um ponto de ônibus próximo da loja pouco depois do ataque

As duas vítimas fatais do ataque de segunda-feira em uma loja da Ikea na Suécia são um homem de 28 anos e sua mãe de 55, enquanto um dos suspeitos nega as acusações e ou outro se encontra em estado crítico.

“Podemos confirmar que são uma mulher de 55 anos e seu filho de 28”, declarou à AFP Victoria Holmgre, porta-voz da polícia de Västerås, localidade do centro da Suécia onde ocorreu o ataque com faca.

“A mulher e o filho estavam de férias e moravam em outra região do país, mas tinham vínculos em Västerås”, afirmou o jornal VLT.

“Estavam na loja para fazer compras. Na área de cozinha aconteceu algo que fez com que fossem atacados com uma faca”, completou o VLT.

Um dos suspeitos é um homem de 23 anos que foi detido em um ponto de ônibus próximo da loja pouco depois do ataque. O outro é uma pessoa que ficou gravemente ferida no incidente e que a princípio foi descrita como uma vítima.

De acordo com fontes policiais citadas pelo VLT, “os suspeitos utilizaram quase com certeza facas da loja Ikea”.

O suspeito detido no ponto de ônibus foi localizado graças aos depoimentos de várias testemunhas, afirmou a promotora Eva Moren.

“Ele foi interrogado ontem (segunda-feira) à tarde e nega as acusações”, declarou a promotora.

De acordo com documentos aos quais a AFP teve acesso, o jovem de 23 anos morava em um centro de demandantes de asilo em Arboga, a 50 km do local da detenção. O local de nascimento e a nacionalidade não são revelados nos documentos.

Os investigadores devem esclarecer agora se existem vínculos entre os autores e as vítimas, assim como os motivos do ataque.