Maduro diz que destino do país é o da independência absoluta

A fala do presidente venezuelano ocorre no mesmo dia em que partidários de seu governo invadiram a Assembleia Nacional e agrediram deputados da oposição

São Paulo – Ao discursar durante os desfiles pelos 206 anos do Ato de Independência da Venezuela, o presidente Nicolás Maduro afirmou que “o destino do país não é outro a não ser a independência absoluta”.

A fala de Maduro ocorre no mesmo dia em que partidários de seu governo invadiram a Assembleia Nacional e agrediram deputados oposicionistas.

“Com o sonho e a alma imortal dos que nos deixaram há 206 anos selado e firmado, o destino da Venezuela não é outro, se não o da nossa independência absoluta, a soberania rebelde, o anti-imperialismo, o anticolonialismo e a união cívico-militar”, comentou o presidente.

Veja também