Madonna pede votos em ‘muçulmano negro’ Obama

A cantora citou os ícones americanos Abraham Lincoln e Martin Luther King antes de chegar a Obama, que a cantora apoia publicamente

Nova York – A diva da música pop Madonna pediu que seus fãs votem no presidente Barack Obama nas próximas eleições dos Estados Unidos, mas surpreendeu muitos ao chamá-lo de “muçulmano negro”, em um vídeo online nesta terça-feira.

No vídeo supostamente gravado durante uma apresentação na segunda-feira em Washington, a cantora citou os ícones americanos Abraham Lincoln e Martin Luther King antes de chegar a Obama, que a cantora apoia publicamente.

“E agora é tão assombroso e incrível pensar que temos um afroamericano na Casa Branca”, disse durante o show, em um discurso repleto de palavrões e acompanhada por seu grupo de dançarinos negros.

“Estou com vocês; e vocês, comigo?”, perguntou, diante de uma multidão em delírio.

“Assim vocês farão melhor votando em… Obama, de acordo?”, acrescentou, antes de dizer: “Para bem ou para mal, está bem, temos um muçulmano negro na Casa Branca… Agora isso é… uma merda incrível”.

“Isto significa que há esperança neste país”, afirmou. Mais de um em cada três eleitores republicanos conservadores ainda pensam que Obama -que se tornou o primeiro presidente negro dos Estados Unidos em 2008 – é muçulmano, indicou um estudo do início deste ano, quase quatro anos depois de o mandatário ter assumido o cargo.

O geral, 17% dos 3.000 eleitores consultados em junho e julho acreditavam que Obama era muçulmano, apesar de este, um cristão que frequenta a igreja, ter manifestado diversas vezes as suas crenças religiosas, indicou o Pew Research Center.

Obama tentará a reeleição no dia 6 de novembro, enfrentando o republicano Mitt Romney.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.